18 de março de 2011

Parte 50 - O que um gastroplastizado come no almoço?


Olá pessoal! Matando um pouco a curiosidade da turma, hoje resolvi tirar uma foto do meu almoço. O prato pesou cerca de 330 gramas, ou seja, muito menos dos 880 gramas de muita gordura do passado e tempos de grandes calorias.

Umas dicas que eu dou:


- Sempre comer a salada primeiro;

- Colocar somente um tipo de carboidrato, reparem que coloquei batatas coradas no prato;- Arroz em pouca quantidade, pois é carboidrato também;
- Evitar comer e berber ao mesmo tempo, mas nada impede de dar umas bicadas;
- Escolha e varie os tipos de carnes, um dia vermelha, outro dia branca etc.

Com o tempo vocês vão reparar, que a memória das refeições antigas irão se apagar, quando vocês avistarem alguém do lado com pratos enormes, vocês vão até se sentir enjoados.

Abraços.

15 de março de 2011

Parte 49 - Será que você incomoda as pessoas?

Olá pessoal.

Gostaria de tocar num assunto bastante importante e polêmico, não farei rodeio e irei direto ao ponto. O meu texto e relato começa com uma pergunta importante, ai vai!

- Será que o seu sucesso e felicidade andam incomodando alguém?

Este questionamento andou norteando meus pensamentos ultimamente, já que relatarei aqui um acontecimento, que mudou minha visão holística diante do significado da palavra "AMIZADE".

Recentemente, mais precisamente no carnaval que passou, fui convidado por dois amigos para participar de um churrasco. Eles estavam a um bom tempo sem contato comigo, e consequentemente, sem conhecer a nova pessoa que me tornei. Irei chamá-los aqui de "F" e "M", isto é, as iniciais dos nomes de cada um.

Quando estamos há tempos sem rever um amigo, acabamos criando uma certa expectativa pelo encontro. Eu particularmente, como alguns aqui me conhecem pessoalmente, sou bastante caloroso com as minhas amizades, e por conta disto, sempre irei esperar uma resposta positiva da outra parte, ainda mais quando nos tornamos uma outra pessoa diante do espelho. Já que sofremos tanto com os preconceitos, e tabus que a sociedade nos impôs a vida toda, não vejo problema algum, em mostrar o quanto você está bem agora, e com a sua nova vida. No meu entendimento, não se trata de exposição, até porque estou sempre agindo naturalmente, e até esqueço do impacto que posso causar em alguns.

O churrasco aconteceu na casa de "F", e foi para lá que me dirigi acompanhado da minha namorada. Quando cheguei na casa do "F", ou seja, o anfitrião, fui muito bem recebido pelo "M", mas pelo "F" não fui, sequer se levantou para me cumprimentar, e o que foi ainda mais notório e estranho, é que ele sempre foi um "cara 100%", só que desta vez totalmente ao contrário. Este comportamento dele me causou um enorme desconforto, não tirou os olhos de mim, olhava de cara feia e estranha, talvez não parecendo acreditar no que estava vendo diante dos seus olhos. Um ponto que vale chamar a atenção de vocês, é que este meu "camarada" "F", sempre foi tido pelas mulheres, como uma pessoa muito bonita e atraente, só que após alguns anos, as coisas mudam, "F" está se tornando obeso, está bem acima do peso, e acho que por conta disto, a minha presença tenha lhe incomodado bastante. O "M" não sabia o que fazer, nem era a casa dele, mas enfim, fez o papel de anfitrião do churrasco, e tentou meio que contornar a situação, só que até minha namorada, que não o conhecia, notou o que estava acontecendo naquele momento.

Resultado! Não fiquei nem uma hora e fui embora, pois não consigo agir assim com as pessoas. Eu quando vejo o sucesso de alguém eu fico muito feliz, e seja em qualquer esfera, não importa onde. Portanto, acho que todos nós estaremos sujeitos passar por uma prova desta, e principalmente, ver realmente quem são de fato os seus amigos verdadeiros.

Abraços e sucesso a todos.

6 de março de 2011

Parte 48 - Outback




Bom dia pessoal.

Hoje quero falar para vocês um pouquinho de comida, quero conversar de como anda a minha alimentação. Ontem eu fui ao Outback, para quem não conhece, é uma famosa stakehouse australiana com várias opões de pratos. Abrindo um parênteses aqui, por incrível que possa parecer, eu nunca havia visitado esta casa, antes de me submeter à gastroplastia. Confesso a vocês que se eu a conhecesse, realmente teria gastado bastante dinheiro com as delícias gastronômicas deste restaurante.

O que eu quero deixar bem claro para vocês, é que depois de um tempo, as opções no seu cardápio aumentam, ninguém vai virar escravo ou refém de uma micro dieta. Mas vejam bem, não estou falando que vocês devam "enfiar o pé na jaca", não se trata disto, o que eu estou falando, é que cada um de nós pode frequentar qualquer restaurante, desde que as opções escolhidas por você sejam as mais saudáveis. Ontem eu estava acompanhado, e pedi a famosa costelinha ao molho barbiekill, me alimentei bem, comendo devagar, saboreando o alimento, conversando com a minha companhia, e ainda sobrou metade, que trouxe para casa, já que minha mãe adora este prato.

Então é isso pessoal, o segredo é ter equilíbrio, e lembrar que não devemos nos excluir de ambientes sociais por causa da comida. Hoje posso afirmar para vocês, eu me alimento muito melhor do que no passado, eu equilibro as coisas, faço boas combinações, evito e afasto aquilo que não vai fazer bem.

Abraços.